LiveZilla Live Chat Software
  Carregando... Por favor, aguarde...
 

 
   
(51) 3496-3555
 

Departamentos

Arara

 

O termo arara designa várias aves psitaciformes de grande porte, cauda longa e bico muito forte , pertencentes a alguns géneros da família Psittacidae. O grupo encontra-se num estado de conservação ameaçada, graças à caça furtiva devido à sua procura como animais de estimação e, principalmente, ao desaparecimento do seu habitat.

A arara-vermelha (Ara chloropterus), também chamada arara-verde, araracanga, aracanga, arara-macau, ararapiranga e macau, é uma ave psitaciforme, nativa das florestas do Panamá até Santa Catarina, Paraguai e Argentina. A sua alimentação é baseada em sementes, frutas e coquinhos.

Etimologia

"Araracanga" e "aracanga" vêm do termo tupi arara'kãga. "Arara" vem do tupi a'rara. "Ararapiranga" vem do termo tupi para "arara vermelha".

Descrição

A arara-vermelha mede até noventa centímetros de comprimento e pesa até 1,5 quilogramas. Cada postura é composta por ovos de cinco centímetros, incubados por 29 dias.

O ninho dessa arara é feito em ocos de árvores, mas ela também se aproveita de buracos em paredes rochosas para colocar os ovos, os quais são chocados apenas pela fêmea, que fica no ninho. Quem cuida de garantir a alimentação tanto da fêmea como dos filhotes é o macho, que, nessa espécie, é fiel, mantendo a mesma companheira durante a vida inteira.

Anodorhynchus é um gênero de aves psitacídeas que inclui três espécies de arara, exclusivas das florestas tropicais da América do Sul e que podem ser observadas no Brasil.

Conhecidas popularmente como araras-azuis, são aves de grande porte, com comprimento variável entre os cerca de 70 cm da arara-azul-pequena e os 100 cm da arara-azul-grande, o maior representante da ordem Psittaciformes. A sua plumagem é uniforme, em tons de azul ou azul-esverdeado. O bico é poderoso e preto. Estas araras distinguem-se dos membros do gênero Ara pela presença de manchas amarelas na cabeça, na zona da bochecha e em torno dos olhos.

Todas as espécies de arara-azul encontram-se em perigo de extinção devido à caça e à degradação de habitat.

Espécie hipotética

Uma outra espécie, Anodorhynchus purpurascens, foi descrita por Rothschild e apresentada em seu livro, Extinct Birds publicado em 1907, mas há pouca evidência para indicar que existiu uma quarta espécie no gênero. Rothschild nomeou a espécie pois acreditava que tinham existido araras violeta na ilha de Guadalupe; entretanto, elas eram possivelmente Anodorhynchus hyacinthinus importadas da América do Sul.


Espécies
Nome comun e
Nome binominal
Image Descrição Abragência
Arara-azul-pequena
(Anodorhynchus glaucus)
Anodorhynchus glaucus.jpg

70 cm de comprimento, plumagem azul turquesa com a cabeça acinzentada.

Possui uma longa cauda,um grande bico negro e anéis amarelos contornando os olhos.

América do Sul
(possivelmente extinta)
Arara-azul-grande
(Anodorhynchus hyacinthinus)
Hyacinth Macaw - Nashville Zoo.jpg 100 cm de comprimento, 120–140 cm de envergadura. É quase inteiramente azul, exceto pelo preto debaixo das asas. Possui um grande bico negro, com partes amarelas na parte inferior, além de anéis amarelos contornando os olhos. América do Sul
Arara-azul-de-lear
(Anodorhynchus leari)
Anodorhynchus leari by Edward Lear.jpg 70 cm de comprimento,plumagem azul escura,com a cabeça com um tom de
azul claro. Possui partes amarelas na parte inferior do bico e anéis amarelos
contornando os olhos.
Brasil

Assine News





 
   
 
 
Atacado de Pelucia
Rua Francelino Schmitz 73
(51) 3496-3555
atendimento@heldtdesigner.com.br
A Loja mais completa do Brasil